Radiografia dos Gastos Públicos com Mídia em Marília – 2010

É necessário termos Mais Transparência na mídia de Marília. Isso porque muitos políticos, com medo da sua exposição, adquirem meios de comunicação ou os pagam com dinheiro de corrupção para promover sua imagem e sufocar o exercício de informar com liberdade, isenção e transparência.

O que torna necessário uma discussão profunda sobre a responsabilidade pública da mídia e sua função social como propriedade privada. Temos que saber quais interesses os jornais x e y, as rádios x e y, as TVs x e y defendem. Para termos certeza sobre a sua independência, seu compromisso público.

Para podermos separar o joio do trigo. Para dar credibilidade a quem, de fato, merece. Que batalha cotidianamente para fornecer informações independentes e imparciais aos cidadãos, possibilitando-lhes realizar suas escolhas políticas e individuais com consciência. Auxiliando as suas sociedades a aperfeiçoarem a democracia, mantendo-a saudável.

Clique na Imagem para fazer o Download do Dossiê Mídia

Clique na Imagem para fazer o Download do Dossiê Mídia

Tudo isso porque entendemos que “uma sociedade que não está bem informada não é plenamente livre”. Defendemos também que o exercício do jornalismo livre e independente é uma prerrogativa essencial para a saúde do regime democrático no país e da nossa cidade. Defendemos o direito do cidadão de receber informações independentes e imparciais. Infelizmente, a função social da propriedade privada representada pelos veículos de comunicação é completamente ignorada na nossa cidade. Essa realidade também tem que ser mudada.

Em suma, Mais Transparência permitirá também aos cidadãos relegar ao ostracismo instrumentos políticos e econômicos travestidos de mídia que só servem para atacar, achacar, humilhar e perseguir as pessoas. Retirando-nos direitos individuais e coletivos protegidos pela arquitetura democrática. Isso é muito grave!

Para contribuir com essa discussão e possibilitar a cada um dos cidadãos de Marília que ele mesmo realize o controle social dos gastos públicos na cidade de Marília no segmento da mídia, o Observatório da Gestão Pública elaborou o presente Radiografia dos Gastos Públicos com Mídia na Cidade de Marília – 2010”. Esperamos que ele se torne uma ferramenta critica do cidadão e contribua para melhorar a função social da mídia na nossa cidade, principalmente na cobertura midiática dos bastidores do poder. Temos certeza de que você cidadão, após a leitura desse documento, entenderá o posicionamento de muitos dos meios de comunicação na nossa cidade. Por fim, gostaríamos de adiantar que, em breve, apresentaremos no nosso site uma lista completa com nomes dos proprietários da mídia mariliense e com os respectivos valores dos contratos celebrados por eles em 2010 com a Prefeitura de Marília. Cidadão, bom proveito!

 

 

10 Comments

  1. norma

    15 de novembro de 2011 at 8:47

    Como confiar nos orgaos da imprensa se trabalham sob a logica do capital? se tem a informaçao negociam com o Prefeito se ele pagar nao publicam se nao pagar a materia sai. Verdadeiros bandidos de colarinho. que jogo sujo, deveriam se envergonhar de se sujeitarem a isto. E o Prefeito vai ficar blindado ate quando? ele nao sabia de nada sobre o Nelsinho do gabinete?

  2. Ana

    6 de junho de 2011 at 16:26

    Fica difícil ver um trabalho tão bom numa cidade ainda coronealista! Parece desperdicio do talento desta equipe.

  3. Marcelo Fernandes

    2 de junho de 2011 at 18:18

    Em breve, o Observatório da Gestão Pública irá publicar um Dossiê sobre os Barões da Mídia de Marília em 2010. Aparecerá as diversas articulações entre TVs, Jornais, Rádios, Internets, Gráficas e Agências de Publicidade. Aguardem …

  4. Fabricio

    19 de Maio de 2011 at 8:33

    Parabéns!! ao excelente trabalho que está equipe está realizando, é disso que marilia necessita, mais transparência nos gastos públicos, e nos interesses escusos !!

  5. André Duarte

    17 de Maio de 2011 at 2:11

    Fique fascinado pela forma como vcs conseguiram mostrar esse tipo de relação ‘poder público imprensa local’. Pela primeira vez em meus 15 anos de Gestão Pública que vejo algo a contento…

    Parabéns.

  6. Fausto

    16 de Maio de 2011 at 10:16

    Já dizia o escritor George Orwell em seu livro 1984: “Ver aquilo que temos diante do nariz requer uma luta constante”.

  7. Duartino Mendes

    13 de Maio de 2011 at 18:59

    poca vergonha ese pessoal aí da midia a gente compra jornal ve teve e agora nao da mais pra confiar nesse pessoal tem que trocar todo mundo na cidade tira esses corrupito poruqe no final e o povo ue sofre. poca vergonha isso ai!

  8. Rodrigo

    13 de Maio de 2011 at 8:34

    Parabéns! é disso que a população de marília necessita ! mais transparências nos gastos públicos! pois não é atoa que a maioria dos jornais e rádios dessa cidade, literalmente “puxam o saco” da prefeitura !

  9. Pedro

    13 de Maio de 2011 at 4:51

    Excelente trabalho Observatório! O cidadão mariliense precisa dessas informações para saber como a Administração Pública gasta nosso dinheiro. Fiquei indignado com estes dados. Como confiar agora na mídia de Marília? Não seria surpresa se fosse descoberto um sistema de corrupção envolvendo a mídia mariliense. Sem licitação deixa-se de economizar uma verba que poderia ser usada para sanar outros problemas do Município, o que é lamentavél. Se não ficamos constantemente cobrando nossos governantes, parece que eles se esquecem do porquê foram eleitos (ou melhor, eles se lembram, mas acham que o cidadão é idiota). Obrigado ao Observatório por abrir o olho do cidadão mariliense. Parabéns pelo trabalho.

  10. camilla

    12 de Maio de 2011 at 17:12

    Parabéns a equipe pelo excelente texto e dossiê! É com ele que compreenderemos muito do que ocorre em Marília!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *